terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Coringa ganha o Globo de Ouro


Desde a repentina morte de Heath Leadger, pouco tempo antes da estreia do filme onde viveu o arquiinimigo de Batman, vem correndo pelo mundo os rumores de uma indicação póstuma ao prêmio de melhor ator coadjuvante na premiação da Academia de Cinema, o Oscar. Como já é tradição, as premiações do Globo de Ouro trazem uma prévia de quem poderão ser os ganhadores na premiação da Academia. E aconteceu o que todos imaginavam. A brilhante atuação do ator rendeu-lhe o prêmio de melhor ator coadjuvante pela interpretação do grande vilão Coringa, no último filme baseado na história do herói morcego.
Mas o grande campeão da noite foi “Slumdog Millionaire” (ainda sem nome em português) com quatro premiações: Melhor filme de drama, melhor diretor, melhor roteiro e melhor trilha sonora.
O filme de Danny Boyle (Trainspotting) conta a história de um garoto que está próximo de vencer um jogo de um programa de TV (como o “Show do Milhão”) e virar um milionário. O indiano Loveleen Tandan co-dirige a produção, que é inspirada nos filmes de Bollywood (a indústria de cinema indiana).
Outro destaque é “Waltz With Bashir“, que ganhou o prêmio de melhor filme estrangeiro. Exibido pela primeira vez no festival de Cannes, o longa foi exibido no Festival do Rio e ainda é inédito nos cinemas brasileiros. O documentário trata da invasão de Israel no Líbano em 1982 e parte dos esforços do diretor israelense Ari Folman em reconstruir suas próprias memórias perdidas de um massacre durante a guerra. Recentemente o filme foi eleito pelos críticos da “National Society of Film Critics” como o melhor filme de 2008.
Dirigido pelo israelense Ari Folman, o filme mistura animação, história em quadrinhos e rock’n’roll. Conta a história verídica de um ex-soldado traumatizado da época em que servia ao exército durante a Guerra Civil no Líbano, no início da década de 80. Sem lembrar exatamente dos fatos ocorridos no período, o personagem central - o próprio diretor - parte em busca de uma explicação do seu passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine.