sábado, 10 de janeiro de 2009

EX-'THE SOPRANOS' PEGA 10 ANOS DE PRISÃO POR ASSASSINATO EM SEGUNDO GRAU


Depois de três anos aguardando, Lillo Brancato Jr., que interpretou um aspirante a mafioso que é morto por Tony Soprano em "The Sopranos", finalmente foi a julgamento nos Estados Unidos. O ator, que era acusado de invasão e assassinato em segundo grau, foi condenado a 10 anos de prisão.

Lillo e o amigo Steven Armento tentaram invadir um apartamento no Bronx atrás de remédios de uso controlado em 2005 e foram surpreendidos por um vizinho, que era policial, e acabou sendo baleado e morto por Armento.

O júri condenou Lillo por assassinato em segundo grau e tentativa de roubo a 10 anos de prisão, mas os 3 anos que ele passou preso aguardando o julgamento serão debitados do tempo total. Já Armento havia sido condenado no ano passado por assassinato em primeiro grau e está cumprindo prisão perpétua sem condicional.

No julgamento, Lillo afirmou que não invadiu o apartamento e que o dono seria um amigo que o teria autorizado a entrar lá para pegar remédios sempre que quisesse, mas que ele não sabia que o senhor já estava morto há mais de um ano, segundo o site MSNBC.

Lillo também admitiu estar sofrendo de abstinência de heroína na época do crime, uma droga que ele conheceu depois de ser introduzido à maconha no set do seu trabalho mais famoso, o filme "A Bronx Tale".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine.