domingo, 18 de outubro de 2009

Serie "Tudo o Que é Solido Pode Derreter" recebe prêmio internacional


Tudo O Que É Sólido Pode Derreter, série da TV Cultura que traça um paralelo moderno entre a vida de uma adolescente e os livros que está lendo, ficou com o segundo lugar no prêmio Prix Jeunesse Ibero Americano, anunciado nesta quinta (15/10).
A atração foi a primeira colocada entre as produções brasileiras, vencendo, inclusive, O Natal do Menino Imperador, da Rede Globo.

Com direção de Rafael Gomes, Tudo O Que É Sólido Pode Derreter concorreu com outras nove atrações, na categoria 12 a 15 anos - ficção e não ficção. A primeira colocação ficou com Una gira diferente, da Argentina. Quem também saiu vitorioso foi o programa Cambalhota, voltado para crianças e jovens curiosos, que conquistou o terceiro lugar na categoria 7 a 11 anos - não ficção, na qual também concorreram outras oito produções, entre elas do México, Bolívia e Venezuela.

Pela primeira vez no Brasil, o evento celebra a cultura latinoamericana, reunindo novas produções audiovisuais com histórias e personagens para o público infanto-juvenil. O Prix Jeunesse Iberoamericano (PJI) é uma versão do Prix Jeunesse International Festival, que possui sede em Munique (Alemanha) e há mais de 40 anos premia produções internacionais de alta qualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine.