domingo, 16 de maio de 2010

REDE BRASIL É ACUSADA DE ATRASAR SALÁRIOS E DE MANTER FUNCIONÁRIOS DE FORMA ILEGAL


O blog “Series da Tv Aberta” recebeu um e-mail de uma pessoa que se identificou apenas como um “ex-funcionário” da Rede Brasil que fez graves denúncias contra a tão admirada emissora de tv. A pessoa afirmou que a parceria entre a Rede Brasil de Televisão(RBTV) e a produtora cristã EBF Eventos foi motivada por uma crave crise financeira na qual a emissora esta passando.

Em seu contato com o blog a pessoa afirma que os salários estavam com mais de três meses de atraso e a RBTV mantinha funcionários de forma ilegal, sem carteira assinada. E o pior, demitiu vários funcionários, nestas condições, após a efetivação da parceria com a EBF Eventos.

Em seu contato com o blog a pessoa afirmou que as negociações da parceria entre a RBTV e a EBF foi realizada em sigilo, e que nem os próprios funcionários responsáveis pela intermediação entre a emissora,a imprensa e os telespectadores, os assessores de imprensa, não sabiam das negociações entre as partes, e que só se informaram da parceria pela imprensa.

Fato este pode ser comprovado, aqui no blog eu sempre postava informações sobre a possível parceria sempre quando novos “rumores” surgiam na net. Na comunidade oficial da emissora, o moderador, apresentador/rerpóter e funcionário da emissora, Vladmir desmentia os boatos afirmando não saber de nada. Eu acreditava que de fato ele nada sabia, e que até ficou informado previamente pela parceria na própria comunidade com as nossas postagens, e que de certo modo até ficou surpreso.

Entrei em contato com a emissora e com o Vladmir para ouvir o outro lado, mas não tive resposta. Se estas denúncias de fato forem verdadeiras, a imagem da RBTV fica manchada. A emissora que, com a qualidade de sua programação, baseada em filmes, seriados e ótimos outros programas, ganhou uma enormidade de fãs em todo o Brasil, não pode tratar dedicados funcionários, peças fundamentais para o bom funcionamento de qualquer empresa, desta maneira.

É lamentável esta atitude da RBTV, a emissora que já foi um exemplo para as grandes redes de tv em como se fazer televisão, é também um exemplo de como não tratar seus funcionários.

Vejam na íntegra o contato feito com o blog pelo suposto funcionário da emissora:

“Infelizmente a REDE BRASIL de Televisão esta passando por uma grave crise financeira, e isso não vem de agora, mas desde do segundo semestre do ano passado.

Apos varias parcerias mal sucedidas a REDE BRASIL se juntou a EBF, em surdina, ate mesmo para os funcionários, que vieram saber da parceria através da imprensa, nem o nosso assessor de imprensa sabia disso, a EBF se instalou na emissora, como se fossem realmente os proprietários da tv, mandando e desmandando, e pra vocês terem idéia, a parceria foi tão boa, que a REDE BRASIL mandou os pouquíssimos funcionários que mantiam a emissora no ar, pro olho da rua sem mais nem menos, e ainda mais que estava em atraso com os salários a mais de 3 meses, (SP), e em São Caetano desde de Novembro, e pra variar nunca fomos registrados e tivemos nossa documentação apreendida desde de novembro pelo RH.
Em fim, estamos em ação judicial pra recebemos nossos direitos.

ESSA É A VERDADE DA REDE BRASIL, FAZEMOS A MAGIA DA TELEVISÃO, MAS NÃO VIVEMOS DE ILUSÕES

atenciosamente,

Ex-Funcionarios Rede Brasil de Televisão”

3 comentários:

  1. Lamentável isso. Bem que eu reparei há um tempo, que não havia mais nenhuma reportagem da RBTV no telejornal da emissora (todas as matérias são importadas da TV Brasil - emissora pública da EBC). Os repórteres da emissora sumiram.
    Mas, a parceria com a EBF Eventos parece que agora está bem mais fraca, já que muitos programas evangélicos saíram do ar.

    ResponderExcluir
  2. Muito bem observado Victor, de fato todas as reportagens que a emissora exibe são das redes públicas. E a emissora tinha um ótimo jornalismo.

    ResponderExcluir
  3. Sem contar ela admitite funcionarios sem o DRTs, nao utilizam funcionários antigos para serem promovidos e ocuparem outros cargos na tv

    ResponderExcluir

Opine.